Irregularidades travam nova subida da Serra de Petrópolis

Investigada pelo TCU, Concer também falha na manutenção da pista atual

Fonte: O GLOBO

RIO – Não bastasse a crise financeira que afeta a economia e os serviços públicos no Rio de Janeiro, 2017 começa com mais uma importante obra paralisada no estado: ao contrário do esperado, não há perspectivas para o término da obra da Nova Subida da Serra (NSS), que liga a capital a Petrópolis. Está confirmado: o novo trecho da BR – que já deveria estar pronto, substituindo um traçado sinuoso e obsoleto, de 1928 – tem indícios de irregularidades graves e não será concluído no curto prazo.
A decisão, do último dia 19, será encaminhada à Comissão de Orçamento do Congresso pelo Tribunal de Contas da União (TCU). Após prazo legal de quatro meses, o TCU manteve as conclusões de sua auditoria, não aceitou explicações preliminares da ANTT (Agência Nacional de Transportes Terrestres) e proibiu a Concer (Companhia de Concessão Rodoviária Juiz de Fora-Rio), responsável pela obra, de receber, até serem feitas readequações, dinheiro público.

Na prática, isso significa que os usuários da Concer, que pagam hoje de R$ 12,40 (carros de passeio) a R$ 74,40 (longos caminhões com reboque) cada vez que passam pelas três praças de pedágio, continuarão dependendo, por tempo indeterminado, da precária estrada velha, cuja manutenção não é mais a mesma. Mesmo assim, não há sinal de redução no valor do pedágio, reajustado em outubro passado. Nos feriados, cerca de 270 mil veículos passam pelos pedágios da Concer.

Rachaduras, desníveis e buracos que surgem nas placas de cimento originais passaram a ser cobertos com asfalto comum – em vez de serem substituídas por novas placas, providência mais cara e demorada. As emendas deixam a pista irregular, tornando a sucessão de curvas ainda mais perigosa. Sem contar os riscos e transtornos impostos aos motoristas pelos canteiros de obras abandonados.

– A pavimentação está muito ruim, e a minha percepção é que houve piora na manutenção e no policiamento desde que começaram a construir a estrada nova, há dois anos, avalia a headhunter Cristina Bernardes, que mora em Petrópolis e trabalha no Rio às quartas e quintas-feiras. – Estamos pagando um pedágio muito caro para o benefício recebido.

Motorista desde os 18 anos, Cristina diz que dirigir na Rio-Petrópolis é arriscado para quem não conhece a estrada, sobretudo por não comportar caminhões, que tomam as duas faixas nas curvas.

Justamente por isso, o transporte de carga, que hoje sofre restrições de dias e horários na subida da Serra, também seria beneficiado pela construção dos novos 20 quilômetros duplicados, com pistas mais largas e planas, e um túnel de cinco quilômetros de extensão.

– A notícia de interrupção da obra é péssima para o setor, pois esperamos uma solução para esse problema há mais de dez anos. Assim, fica inviabilizado não só o transporte de cargas, mas o de passageiros também, com sérios riscos de acidentes, analisa Francesco Cupello, presidente do Sindicato das Empresas do Transporte Rodoviário de Cargas e Logística do Rio de Janeiro. – São inúmeros os buracos na pista, a sinalização é precária, muretas de proteção estão quebradas e há falhas na iluminação dos túneis. Tudo isso coloca em risco a vida dos motoristas de caminhão e de quem mais precisa transitar pela rodovia.

Além de mais segurança, a nova subida diminuiria o percurso para quem viaja do Rio para Minas e permitiria que o caminho antigo, emoldurado pela beleza do que restou da Mata Atlântica, fosse transformado em estrada-parque, com preservação da flora e da fauna. A execução da nova Rio-Petrópolis, entretanto, está, segundo o TCU, “permeada de irregularidades”.

EM RELATÓRIO, TCU DIZ QUE SOBREPREÇO DA OBRA SUPERA R$ 200 MILHÕES

Em novembro, uma fiscalização do tribunal constatou que apenas 35% do trajeto estavam concluídos – o prazo final era dezembro. Os auditores encontraram outros problemas: sobrepreço na obra, em valores ainda não fechados, mas que ultrapassam R$ 200 milhões; superestimativa de impostos a serem pagos pela concessionária no cálculo do valor do reequilíbrio financeiro do contrato (R$ 62,5 milhões já corrigidos unilateralmente pela ANTT, que teria de abater ainda mais R$ 150 milhões), e projetos básico e executivo deficientes, que precisariam ser refeitos.

O que torna ainda mais complicado o reinício das obras é que o termo aditivo ao contrato com a Concer, de número 12, que prevê investimentos da União de R$ 1,2 bilhão, também está sob exame da corte de contas e pode ser anulado. Pertencente ao Grupo Triunfo, alvo de investigação da Lava-Jato, a Concer não quis falar oficialmente sobre o último relatório do TCU.

Em documentos, a concessionária argumentou que o fato de o governo federal não ter feito os aportes previstos no aditivo nº 12 % –R$ 300 milhões em 2014, R$ 600 milhões em 2015 e mais R$ 300 milhões em 2016 – é a causa do atraso. Alegou ainda não existir sobrepreço nas planilhas, cujos serviços teriam sido apenas orçados, e não executados. Afirmou, por fim, ter crédito junto à ANTT – que o ministro substituto do TCU Augusto Sherman Cavalcanti classificou no último relatório como “pouco verossímil, haja vista a magnitude dos ajustes que terão de ser promovidos pela agência”, em 90 dias.

A parceiros, a Concer tem dito que, acreditando que esses desembolsos seriam feitos, tomou um empréstimo-ponte no BNDES de R$ 180 milhões – hoje, o banco cobra R$ 219 milhões – para tocar as obras, mas teve de paralisar tudo em 2016 por estar em situação de “estrangulamento financeiro”. Alvo também da Justiça e sob risco de perder a concessão, a Concer tem apelado para “uma solução de consenso” que reequilibre financeiramente seu contrato e permita a retomada da tão prometida nova subida da serra.
www.fetranscarga.org.br

Rolar para cima
Mantenedor Master
Rio Diesel Veículos e Peças S/A
Concessionário Mercedes-Benz
de Veículos Comerciais
Rua Carlos Marques Rollo 881, Jardim Império, Nova Iguaçu – RJ
SIEMBRA CONSULTORIA EMPRESARIAL LTDA Rua Quinze de Novembro 04, Sala 707 Centro – Niterói – RJ https://siembrabeneficios.com.br Contato: (21) 4003-7602

CANADÁ CORRETORA DE SEGUROS LTDA

Av. das Américas, 1650 – Bloco 4 /101 a 103 – Barra da Tijuca – Rio de Janeiro / RJ

https://www.canadaseguros.com.br/

Contato: (21) 2107-4420 / (21) 2107-4418 / (21) 2107-4444

Golden Service

Rua Guandu,155 – Teresópolis – RJ

CEP 25963-620

Telefone: (21) 3644-7000

E-mail: [email protected]

http://site.gservice.com.br/

CALLMED EXAMES COMPLEMENTARES

Rua Almirante Grenfall, 405 – Bairro Parque Duque – Cidade Duque de Caxias

Telefone: (21) 3661-9600 Comercial: (21) 99727-3281 (Marcia Nogueira)

Insta: @clinica.callmed

PRAXIO

Av. Eng. George Corbisier, 1290 – Jabaquara, São Paulo – SP, 04345-001

Telefone: (11) 4186-9696

https://praxio.com.br//

T4S Technology for Safety

Alameda Araguaia, 750, Barueri – SP
Telefone: (11) 2424-7252
Cel: (11) 96926-6062 (Comercial)
Cel: (11) 97282-9437 (Comercial)
Cel: (11) 94839-1726

E-mail: [email protected]

Agência F3X Soluções Inteligentes

Av. Armando Lombardi, 205 – Barra da Tijuca, Rio de Janeiro – RJ, 22640-020

https://agenciaf3x.com.br/

Contato: (21) 99926-8644

JF Assessoria Ambiental e Empresarial Ltda

Tel: (21) 2782-6590 / (21) 99294-0028 / (21) 7853-6695

E-mail: [email protected]
Endereço: Rua Lauro Sodré, s/n, lote 28 – Galpão
CEP 25040-060
Vila Santo Antônio – Duque de Caxias – RJ
Escritório de Projetos: Rodovia Washington Luís, 2550 sala 824
Torre II – Vila São Luiz – Duque de Caxias/RJ

VACINA CONTRA ROUBO

Av. Dep. Benedito Matarazzo, 4229 – Sala 14 – Jardim das Industrias, São José dos Campos – SP

https://www.vacinacontraroubo.com.br/

Contato: (12) 4109-1000
[email protected]

RAFALE CORRETORA DE SEGUROS

Rua Prudente de Morais Neto, 62, Sala 202
Recreio dos Bandeirantes, Rio de Janeiro – RJ
Contatos:
Alexandre Monteiro – [email protected] – (21)97125-3366;
Rafael Passos – [email protected] – (21)97125-3369;
Atendimento geral – [email protected] – (21)3807-8812.

CAMES RJ
Av. Rio Branco, número 151, Sala 601 – Centro – Rio de Janeiro -/RJ

Tel.: (21) 3149-8691

https://www.camesbrasil.com.br/

Instagram: https://www.instagram.com/camesrio/
Facebook: https://www.facebook.com/camesrio
Linkedin: https://www.linkedin.com/company/camesrio

T4S Technology for Safety

AV AFONSO ARINOS DE MELO FRANCO, 222 – Barra da Tijuca – Rio de Janeiro

Cel:+55 (21) 97898-0378 – Whatsapp

E-mail:[email protected]

PERSONNALSEG
Endereço: Av tenente Muniz de Aragão N° 597- Anil (Sede)
Filial: Av. Embaixador Abelardo Bueno N° 1 Bloco C Sala 414C

SMART FACILITY

Estrada dos Bandeirantes, 470 – 707
Taquara / Rio de Janeiro

Telefone: (21) 99416-5257

E-mail: [email protected]

Instagram: smartfacilities_a2

Exper Tran
Especialistas em Infrações de Trânsito

Avenida José Silva de Azevedo Neto, 200
Edifício Evolution V, Bloco 4, sala 104 – Barra da Tijuca, Rio de Janeiro
Telefone: (21) 99565-1001 / (21) 4042-7880

Instagram: @expertran.multas

E-mail: [email protected]

Site: www.expertran.com.br