O Roubo de Cargas no Rio de Janeiro e a importância da Taxa EMEX no custo do Frete - Sindicarga

O Roubo de Cargas no Rio de Janeiro e a importância da Taxa EMEX no custo do Frete

O Roubo de Cargas no Rio de Janeiro e a importância da Taxa EMEX no custo do Frete

0 Flares 0 Flares ×

O Roubo de Carga no Rio de Janeiro superou 25% de aumento no primeiro semestre desse ano em comparação ao mesmo período de 2016 de acordo com o Instituto de Segurança Pública do Rio de Janeiro, e 40 empresas de transporte de médio e pequeno porte que atuavam no Estado faliram nos últimos meses segundo o Sindicarga – Sindicato das Empresas do Transporte Rodoviário de Cargas e Logística do Rio de Janeiro.

Hoje o estado tem mais de um caminhão roubado por hora. Em maio, mês com maior número de ocorrências, foram, em média, 40 caminhões roubados por dia, segundo a Firjan – Federação das Indústrias do Estado do Rio de Janeiro. Em 12 meses, os custos com transporte de mercadorias para o Rio subiram entre 30% e 35%, nos cálculos do Sindicarga.

Diante desta calamitosa situação, na qual toda a sociedade é vítima, o SETCESP vê na cobrança da Taxa EMEX – Taxa de Emergência Excepcional, uma forma de amenizar o forte impacto que essa situação de beligerância tem sobre o TRC, e assim assegurar o futuro das transportadoras que estão suportando altos custos para manter suas operações no RJ diante dessas condições de extremo risco e também para assegurar o abastecimento no Estado.

A EMEX foi criada no CONET&Intersindical realizado em Rio Quente pelos próprios transportadores, é válida atualmente para todas as cargas que tem origem ou destino em de toda região metropolitana do Rio de Janeiro, sejam elas CIF ou FOB. O valor que deve ser cobrado é de R$ 10,00 por fração de 100 kg mais um percentual do valor da carga que varia de 0,3% a 1%.

Porém, essa generalidade poderá ser extinta assim que a ordem e a segurança forem restabelecidas na região, e trabalhando para isso, no último dia 26, as lideranças, empresários e profissionais do transporte, bem como representantes das polícias e da área de segurança pública e membros do poder legislativo se reuniram no Rio de Janeiro para discutir ações de combate ao roubo de cargas no setor. O SETCESP foi representado pelo Sr. Manoel de Sousa Lima Jr, membro do Conselho Superior da entidade. Também esteve presente no encontro o ex-presidente e membro do Conselho Superior do SETCESP e tesoureiro da NTC&Logística, Sr. Francisco Pelucio.

Os presentes assinaram uma “Carta de Compromisso”, com o objetivo de melhorar as ações de combate a esse crime organizado. A carta unifica informações e estratégias da criminalidade no Estado do Rio de Janeiro, especialmente relacionado ao roubo de carga, e cobra das autoridades políticas Municipais, Estaduais e Federais uma efetiva atuação no fim desse crime.

O SETCESP está acompanhando de perto todo esse cenário enfrentado pelo TRC e espera, pelo bem de toda a sociedade, que a segurança na região seja restituída o mais rápido possível.

Fonte: Divulgação

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 0 Flares ×

Leave a Comment

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 0 Flares ×