Portaria do governo cita segmentos do transporte entre os mais afetados pela crise

Portaria do governo cita segmentos do transporte entre os mais afetados pela crise

Relação tem objetivo de orientar agências de fomento

O governo federal publicou uma portaria que lista os setores da economia mais impactados pela crise decorrente da pandemia do novo coronavírus. O objetivo é orientar as agências financeiras oficiais de fomento, inclusive setoriais e regionais.

A portaria nº. 20.809, de 14 de setembro de 2020, cita, nesta ordem: o transporte aéreo, o transporte ferroviário e metroferroviário de passageiros, o transporte interestadual e intermunicipal de passageiros e o transporte público urbano; e o transporte de cargas (exceto por ferrovias).

Também relaciona outros segmentos associados ao transporte, como fabricação de veículos automotores, reboques e carrocerias; comércio de veículos, peças e motocicletas; fabricação de outros equipamentos de transporte, exceto veículos automotores.

A portaria foi publicada no Diário Oficial da União desta terça-feira (15).

Contudo, o setor ainda não teve medidas de apoio capazes de socorrer as empresas. Segundo a quinta rodada da Pesquisa de Impacto no Transporte – Covid-19, divulgada pela CNT (Confederação Nacional do Transporte) nessa segunda-feira (14), 51,8% das empresas de transporte solicitaram aos bancos algum tipo de financiamento, sendo que quase dois terços delas (61,3%) tiveram a solicitação negadaVeja aqui mais resultados da pesquisa

Além disso, o setor ainda aguarda a aprovação pelo Senado Federal, do projeto de lei que cria socorro financeiros às empresas de transportes coletivos, no valor de R$ 4 bilhões.  

Fomte: CNT

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn